Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Filha de Queiroz é contratada e demitida dois dias depois pelo Governo do Rio

Foto: Reprodução

A Secretaria de Casa Civil do Rio exonera a filha de Fabrício Queiroz após Evelyn Melo de Queiroz ser nomeada para um cargo no Governo do Estado. A nomeação foi desfeita após a descoberta do parentesco com o ex-assessor parlamentar do filho do presidente, Flávio Bolsonaro.

O próprio Queiroz levou pessoalmente a filha para tomar posse do cargo em comissão de Secretário II, no Palácio Guanabara, sede do executivo, na Zona Sul do Rio.

De acordo com o Governo do Rio, o secretário de Casa Civil recebeu inúmeros currículos para vagas na estrutura estadual e algumas pessoas foram entrevistadas pelo subsecretário de Administração, sem avaliação prévia. Entre elas estava a filha do ex-assessor parlamentar, investigado no esquema das rachadinhas no gabinete do então deputado estadual Flavio Bolsonaro na Assembleia Legislativa.

Evelyn foi nomeada no dia 12 de abril e exonerada dois dias depois.

A filha de Queiroz é citada nas investigações do caso da rachadinha, já que também trabalhou no gabinete na Assembleia Legislativa do Rio que pertencia a Flavio. Em fevereiro, no entanto, o Superior Tribunal de Justiça anulou a decisão das quebras de sigilos fiscais e bancários dos investigados, o que paralisou o processo.