Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

SP: Capital paulista reabre parques e museus, com restrições, neste sábado

Foto: Divulgação/MIS

A capital paulista terá neste sábado (24) a reabertura dos parques. Dando início a segunda etapa da fase de transição da quarentena.

As medidas impostas pelo Governo de São Paulo preveem uma ocupação máxima de 25%.

Mas a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente admite que não há como controlar o número exato de pessoas que podem ficar dentro dos parques.

Haverá controle de entrada, mas não de saída.

No entanto, em entrevista à BandNews FM, o secretário do Verde e do Meio Ambiente, Eduardo de Castro garante que o respeito ao distanciamento social será fiscalizado.

Todos os parques municipais de São Paulo estarão abertos a partir de sábado, diariamente, das 6h até às 18h.

O uso de máscara é obrigatório aos frequentadores.

Somente as atividades físicas individuais estão liberadas; quadras e campos para a prática de esportes coletivos estarão fechados.

Não será permitido o uso dos equipamentos de ginástica e nem a locação de bicicletas.

Os bebedouros também vão ficar lacrados, então, o frequentador, se quiser beber água, deve levar a própria garrafa já cheia.

Os brinquedos infantis estão liberados, mas, haverá funcionários monitorando para evitar a aglomeração de crianças.

Os banheiros estarão abertos e, segundo a Prefeitura de São Paulo, houve reforço na limpeza e no álcool gel disponível.

O Zoológico de São Paulo, o Zoo Safári e o Jardim Botânico também voltam a receber público dia 24.

A capacidade será limitada a 25% como parte das regras da segunda etapa da fase de transição da quarentena.

O Zoológico estará aberto diariamente das 11h às 18h e o Zoo Safári das 11h às 17h.

Já o Jardim Botânico abre de terça-feira a domingo, das 9h às 17h.

A recomendação é de que os espaços sejam usados somente para atividades físicas.

Ainda assim, museus também vão reabrir no sábado. Os espaços terão horário reduzido e podem funcionar das 11h às 19h.

A programação cultural na capital paulista será intensa, mas deverá respeitar o mesmo limite de 25% de ocupação.

O Museu da Imagem e do Som (MIS), por exemplo, reabre com exposição sobre o pintor Leonardo da Vinci. Já a Pinacoteca seguirá com uma mostra sobre os grafiteiros OSGEMEOS.

Detalhes sobre cada evento podem ser encontrados nos sites dos museus.

Confira a entrevista com o secretário Eduardo Castro: