Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

SP: Aplicativo SPTaxi tenta se popularizar entre taxistas e passageiros

Foto: Heloisa Ballarini/Secom

Criado em 2018, como uma parceria da Prefeitura de São Paulo e dos taxistas para responder à concorrência com os aplicativos como Uber e 99, o SPTáxi ainda trabalha para se popularizar.

Uma das formas de fazer isso foi ampliar as maneiras de pagamento, além de permitir a negociação de descontos nas corridas.

Desde o ano passado, quando a ferramenta passou a ser administrada pela Alias Tecnologia, o SPTaxi aceita pagamentos via PicPay, e cartão de crédito.

Antes, era apenas dinheiro, ou, o pagamento nas maquininhas.

O diretor da Alias Tecnologia, Fernando Kasprik, explica que, além de tornar o aplicativo mais competitivo com a ampliação das formas de pagamento, o produto também está mais seguro e acessível:

Para o consumidor, outra vantagem ainda é poder andar nos corredores exclusivos da cidade.

E barganhar aquele descontinho, explica o diretor da empresa responsável pelo aplicativo:

Já para o taxista a vantagem está no valor da taxa que é cobrada a cada viagem:

A empresa aposta no potencial de expansão do mercado, afinal, são 30 mil táxis regularizados na capital paulista que podem ser cadastrados no sistema.

Hoje, o aplicativo SPTaxi tem 9 mil taxistas cadastrados e 140 mil usuários.