Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Prefeito de Ribeirão Pires diz que desabastecimento do “kit intubação” é muito grave

O prefeito de Ribeirão Pires, na região metropolitana de São Paulo, afirma que a falta de medicamentos para intubação na cidade é muito grave.

 Clovis Volpi conversou com Débora Alfano, Fábio França e André Coutinho no jornal BandNews SP 2° Edição.

 Segundo o prefeito, os médicos estão usando medicamentos alternativos para a intubação dos internados. Contudo, a equipe médica acredita que os remédios usados podem resultar em efeitos colaterais nos pacientes e não acreditam nisso como solução permanente.

 Ele acrescenta que as prefeituras da região do ABC paulista estão ajudando na transferência de pacientes para UTIs que tenham os insumos médicos adequados. Além disso, as prefeituras vizinhas também têm doado remédios, mas não o suficiente para conter a demanda.

 Clovis Volpi disse que tem solicitado a transferência de pacientes pela central de regulamentação do estado e espera a chegada de mais medicamentos como analgésicos, neurobloqueadores e antibióticos para o atendimento adequado dos pacientes.

 Questionado sobre a situação epidemiológica de Ribeirão Pires, Volpi declarou que a cidade melhorou no último mês em relação a casos, mortes e ocupação de leitos de UTI.

“Estamos em uma situação mais confortável, diminuímos o número de mortes e internados, infelizmente o que falta é o kit intubação, o resto temos tudo”, finalizou o prefeito de Ribeirão Pires.

Confira o link da entrevista: