Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Eduardo Oinegue: O Censo dá o norte. Equivale à bússola da navegação. País sem Censo é nau à deriva

O âncora do BandNews FM No Meio do Dia, Eduardo Oinegue, avalia que o governo federal não está comprometido com a verdade após a decisão de suspender o Censo de 2021.

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, determinou que o Executivo e o IBGE retomem o processo de realização do Censo Demográfico em 2021. O pedido foi feito pelo governo do estado do Maranhão.

Fachada do Ministério da economia na Esplanada dos Ministérios. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O ministério da Economia decidiu cancelar a pesquisa por falta de recursos. Por lei, o Censo deve ser realizado há cada 10 anos. O último foi concluído em 2010.

Segundo o Instituto, a medida ocorreu por conta de uma decisão do Congresso Nacional, que reduziu em cerca de 96% o total de recursos destinados ao estudo. Com isso, as provas objetivas do concurso para os cargos de agente censitário e recenseador não foram aplicadas.

O órgão também diz que novas datas podem ser definidas mediante posicionamento do Ministério da Economia sobre o orçamento do Censo Demográfico.

Oinegue concluiu afirmando que é um absurdo o Supremo Tribunal Federal se intrometer em uma questão de política pública.

Acompanhe o comentário completo: