Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

PSL de Bolsonaro pode ter dificuldade para financiar campanha com recursos públicos

Apesar dos resultados obtidos nas últimas pesquisas, Jair Bolsonaro (PSL) não terá vida fácil para financiar a campanha ao Palácio do Planalto, pelo menos com recursos públicos.

Criado pelo Congresso, o Fundo Especial de Financiamento de Campanha, que contará com R$ 1,7 bilhão, tem regras mais restritas que o Fundo Partidário, do qual a legenda do deputado abocanha apenas 0,8%.

A maior parte – 13% – fica com o PT, seguido pelo PMDB e pelo PSDB.

Em 2017, as siglas receberam R$ 665 milhões.