Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diretor da Dersa (SP) será investigado por fornecer documentos a Paulo Preto

A investigação que apura fraudes cometidas pelo homem apontado como operador de propinas do PSDB, ex-diretor da Dersa Paulo Preto, acaba de respingar no sucessor dele.

A Justiça pediu ao Ministério Público Federal que apure a informação de que Pedro da Silva ajudou Paulo Vieira de Souza a obter documentos internos da estatal de desenvolvimento rodoviário, mantidos sob sigilo.

Os papéis, segundo o próprio Paulo Preto, estão relacionados a desapropriações do Rodoanel e serviriam para montar a defesa dele na denúncia oferecida pelo MPF.

Preso, Paulo Vieira de Souza, por enquanto, descarta qualquer chance de negociar um acordo de delação premiada.