Foto: Reprodução

Em mais um exemplo do gasto público, a Câmara dos Deputados vai gastar 17 milhões de reais na contratação de serviços de copa e cozinha.

O contrato valerá por 12 meses e inclui, além dos prédios administrativos, a residência oficial e o gabinete do presidente da Casa, Rodrigo Maia.

Serão, ao todo, 211 copeiros, 45 garçons, 3 cozinheiros, 2 chefes de cozinha e auxiliares.

Só a residência oficial, segundo o edital, vai receber 1 cozinheiro, 1 chefe de cozinha, além de 5 garçons, que eles chamam de MASTER – sem incluir as arrumadeiras.

Entre as atribuições do cozinheiro, por exemplo, está “preparar todas as refeições e banquetes, incluindo salgados, doces, etc.”

O chefe de cozinha, entre outras coisas, será responsável por preparar pratos e cardápios.

Os salários variam entre R$ 1583,00 e R$ 5.345,00 – o maior para os chefes de cozinha.

O atual contrato da Câmara foi assinado em 2016, por quase 13 milhões de reais; desde então, vem recebendo aditivos.

O novo pregão está marcado para o dia 26/10.

1 COMENTÁRIO

  1. Esta na hora, ou melhor….. Já passou da hora do Presidente Bolsonaro ACORDAR dos seus sonhos SEM ou com pouca IMPORTÂNCIA e utilizar melhor o seu tempo e das suas „equipinicos e dar um jeito de fazer com que os destravados dos políticos SEM VERGONHAS, parem de ROUBAR o BRASÍL, gastando fortunas em coisas absolutamente DESNECESSARIAS e que utilizem essas verbas para a saúde, educação ecseguranca publica.
    Será que uma ditadura seria a solução?
    Duvido, mas tem que acabar com essas putarias desses politicos FPs.
    ACORDA BRASIL.

    Paz e Bem, sempre

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome