Morando na Itália, ex-goleiro Magrão relata aflição no epicentro europeu do coronavírus, mas descarta retorno


    O ex-goleiro Magrão, ídolo do Sport Club do Recife, revela a preocupação com o novo coronavírus depois de escolher morar na Itália depois da aposentadoria dos gramados. O ex-atleta mora desde o início do ano com a esposa na cidade de Varese, na região da Lombardia, a mais afetada pela doença no país europeu.

    Em entrevista à Rádio BandNews FM, Magrão conta que quando chegou na Itália existiam apenas poucos casos da Covid-19. Sem falar italiano fluentemente e com medo da contaminação, o ex-goleiro sai do apartamento apenas para ir ao mercado e à farmácia.

    A esposa dele, recuperada recentemente de um câncer de mama, fica em casa o tempo todo. Magrão explica que, quando precisa sair, toma um “banho” de álcool gel na volta e deixa sempre os sapatos do lado de fora.

    O ídolo do Sport, em conversa com o repórter Luiz Teixeira, não tem planos de deixar a Europa e faz um apelo para que os brasileiros se cuidem porque o vírus ataca muito rápido.

    Ouça a entrevista na íntegra com o ex-goleiro do Sport:

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Deixe seu comentário!
    Por favor, informe seu nome