Revelada em um projeto social, atleta do rugby compartilha expectativa pra disputa da primeira Olimpíada

    Em preparação para o Mundial de Rugby, a seleção brasileira feminina está em Portugal para treinos e amistosos como parte da Missão Europa, organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil.
    No entanto, a competição ainda não tem data por causa da pandemia do coronavírus.
    A seleção também vai aproveitar para treinar com o novo técnico, o inglês William Broderick, que já fazia parte da equipe técnica do Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Rugby.
    As “Yaras”, como o time é conhecido, conquistaram a vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio no ano passado, após o título do Pré-Olímpico no Peru.
    Um dos destaques do time, a atleta Bianca Silva, tem apenas 22 anos e prevê, em entrevista à BandNews FM, que o Brasil vai brigar por medalha com o Canadá, Austrália e Nova Zelândia.
    A jogadora foi revelada em um projeto social da favela de Paraisópolis, em São Paulo, uma das maiores do Brasil.
    Ela foi eleita a melhor atleta da modalidade pelo COB em 2018 e vai disputar a primeira Olimpíada da carreira em Tóquio-2021.
    Confira a reportagem para o quadro “Na Trilha do Pódio”:

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Deixe seu comentário!
    Por favor, informe seu nome