Paulistão deve voltar dia 22 de julho e com chance de jogos a cada dois dias


    CRÉDITO: ALE VIANNA

    Paralisado desde o dia 16 de março devido à pandemia do coronavírus, o Campeonato Paulista pode voltar a ser disputado na segunda quinzena de julho.

    Este é o desejo dos clubes participantes do torneio, principalmente após a troca de farpas entre a Confederação Brasileira de Futebol e o governo do estado de São Paulo, iniciada na última segunda-feira por causa do conflito de datas entre o início do Brasileiro e a volta do Paulistão.

    A Federação Paulista de Futebol e os 16 clubes, em contato diário, definiram no protocolo uma data de retorno para o Estadual: dia 22 de julho.

    Assim, já é tratada como prioridade nos próximos dias a possibilidade de desmembramento do Paulistão da seguinte forma:

    • As duas rodadas restantes da fase de grupos, 11ª e 12ª, disputadas entre os dias 22 e 25 de julho, respeitando intervalo mínimo de 48 horas para que uma equipe volte a entrar em campo;,
    • As quartas de final, disputadas em jogo único, seriam nos dias 27 e 28;
    • As semifinais ficariam para os dias 31 de julho e 1º de agosto;
    • As finais seriam disputadas nos dias 3 e 6 de agosto.

    Com o intervalo menor entre os confrontos, os times estão preocupados com o tamanho dos próprios elencos.

    O regulamento da Federação Paulista de Futebol diz, no artigo 2º, que “nenhum atleta poderá disputar partidas sem o intervalo mínimo de 60 (sessenta) horas”.

    No entanto, o parágrafo 3º abre a possibilidade para jogos a cada 48 horas “em situações excepcionais”, desde que o Departamento de Competições da federação autorize a medida e obtenha um laudo médico atestando a possibilidade.

    O novo protocolo prevê ainda que todas as equipes fiquem confinadas antes das partidas em locais previamente determinados para o controle dos profissionais envolvidos nas partidas.

    Para que o martelo seja batido, a Federação Paulista e os 16 clubes definiram novas diretrizes de prevenção, diferentes das adotadas para os treinamentos, para que o governo de São Paulo autorize o mais rapidamente possível a volta do futebol.

    Clique no player e ouça o boletim sobre a volta do Paulistão:

    1 COMENTÁRIO

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Deixe seu comentário!
    Por favor, informe seu nome